Portais

Ver portais por categoria:

  • Martim Branco

    Martim Branco

    Assim se vivia, com arte e muitos ofícios

    Esta é uma aldeia que se esqueceu do tempo. Por detrás das casas da última rua, a ribeira de Almaceda faz cantar as águas e os rouxinóis.

     

    A aldeia ficou ali, ao lado da ribeira, a ver as pessoas a partir.

    E assim ficou durante de muitos anos, até que, há alguns anos, despertou dessa dormência. Por detrás das casas da última rua, a ribeira de Almaceda faz cantar as águas e os rouxinóis.

12345